Ultimamente tenho pensado muito sobre a urgência da obra missionária. Observando nosso caderno de gratidão meu coração ficou partido. Quantas igrejas não contribuem! Quantos irmãos não possuem PAM!!!

Andando pelos campos missionários e observando a imensidão do desafio, comecei a imaginar se 100% das nossas igrejas batistas contribuíssem mensalmente, fizessem campanha, e todos irmãos tivessem parcerias mensais! Quantas vidas seriam resgatadas e transformadas pelo poder transformador de Jesus! Comecei, então a sonhar:

Teríamos mais barcos na Amazônia, lanchas rápidas, radicais espalhados por comunidades por todos os lados, equipados com seus botes. Teríamos estrutura nos barcos, com aparelhos de Ultrassonografia, talvez até aparelhos para fazer Mamografias. Equipamentos odontológicos mais modernos. Estaríamos em vários lugares ao mesmo tempo, pois teríamos vários barcos!! Poderíamos ter até um lindo avião escrito em sua parte externa “Jesus Transforma”, para chegarmos rápido em comunidades distantes e tribos indígenas.

No Sertão teríamos também vários ônibus com consultórios médicos, ultrassom, mamografia, dentistas com consultórios bem equipados e etc. Imaginei o ônibus chegando naquelas comunidades distantes e as crianças correndo e gritando: “Corram, venham ver!!! O ônibus Jesus Transforma chegou aqui!” Ali teríamos atendimentos médicos, odontológicos, entrega de cestas básicas, centenas de crianças aprendendo sobre Jesus com brincadeiras, teatros e vidas se rendendo a Cristo. Ali ficariam nossos radicais, que aliás teríamos milhares, para colher os frutos e compartilhar Jesus através dos relacionamentos.

Imaginei esse ônibus andando pelo sertão onde temos 81 missionários plantando igrejas. Mas, claro que se 100% das igrejas contribuíssem teríamos uns 250 ou 300 missionários plantando igrejas no sertão! Teríamos também ônibus andando pelos estados do Sul do Brasil, com peças de teatro mostrando que Jesus é a esperança para aqueles que pensam em tirar a própria vida! Talvez um projeto de música com pessoas resgatadas das ruas e uma linda orquestra de câmara, proclamando que Jesus é a única esperança!

Minha imaginação foi até as Cracolândias!! Uma nuvem de amarelinhos andando por todo Brasil, abraçando e levando a libertação por todos os cantos onde as drogas chegaram. Teríamos umas 150 Cristolândias espalhadas! Cristolândias para crianças e adolescentes com aulas de música, lindas orquestras andando por todos lados mostrando que Jesus transformou a história daqueles meninos e meninas que estavam condenados a morrer nas drogas e marginalidade. Teríamos em todas as cidades onde há uma igreja batista, escolas envolvidas com o Viver, trabalhando a prevenção contra as drogas em todo Brasil. Poderíamos mudar a história do nosso país.

Se pensarmos nos presídios, tribos indígenas, etnias, surdos, e etc. ficaríamos aqui por horas!

Mas, como teríamos gente para trabalhar em vários barcos, ônibus, radicais, missionários, médicos, dentistas, enfermeiros, psicólogos e etc.?

Ah, se 100% das igrejas se envolvessem teríamos muitos médicos, dentistas, enfermeiros, psicólogos!! Teríamos milhares de radicais! Mas, como treinaríamos tantos radicais?

Teríamos vários Centros de Formação Missionária por todo Brasil! A cidade radical no sertão seria linda, bem equipada, com estrutura para receber milhares de radicais! Na Amazônia poderíamos ter estrutura para os PFM (Programa de Formação Missionária) em vários rios, onde os milhares de radicais seriam preparados.

Teríamos viagens missionárias acontecendo o ano todo com voluntários espalhados por todo Brasil! Ah, quanto mais poderíamos fazer!

Mas, estamos ainda bem distantes desta realidade! Deus tem multiplicado as ofertas e vidas estão sendo alcançadas, é verdade! Nossos missionários têm feito coisas lindas e Deus tem abençoado e multiplicado o que temos.

Porém, quando penso que poderíamos fazer muito mais, eu choro! Vidas estão partindo sem Cristo e sem salvação! Quantos ribeirinhos, sertanejos, índios, presidiários, brasileiros e imigrantes partiram sem Cristo hoje?! Há urgência!

Para isso, Deus está levantando um exército de mobilizadores voluntários! Pessoas simples, que não desejam medalhas, que amam missões e sonham com um Brasil e mundo transformados. Irmãos espalhados por todos os lados, talvez até um pouco angustiados por sentirem a necessidade de fazer mais!

Se Deus está lhe chamado para fazer parte deste exército, venha viver conosco “Um Sonho Chamado Brasil”!
https://missoesnacionais.org.br/mmv2020/?fbclid=IwAR0zd_G2KuA5WRiFoXPie6Z0rU9GFRke32qs29wlbAKImt8P-UXOiUlbyO

Deus nos abençoe,

Silvana S. P. Martines

Compartilhe nas redes sociais:
“Um sonho chamado Brasil”

7 ideias sobre ““Um sonho chamado Brasil”

  • 27/04/2020 em 12:08
    Permalink

    Boa tarde.
    Já tenho adotado cinco missionários.
    Estou pedindo a Deus para que ele me dê mas condições para aumentar esse número.

    Que Deus ajude-nos a realirar esse Sonho, para que ele mesmo seja revelado; para que possamos testemunhar do Deus , que realiza seu próprio Sonho.

    Resposta
    • 28/04/2020 em 16:46
      Permalink

      Gloria a Deus por sua vida! Amém!! Deus abençoe!

      Resposta
  • 29/04/2020 em 11:18
    Permalink

    Bom dia Silvana!
    É maravilhoso caminhar junto com você nos seus sonhos, sonho que pode ser de cada cristão que tem um coração grato por ter cido resgatado do inferno pq alguém falou do grande amor de Deus por nós. Se cada um de nós representante de cada igreja fazer nossa parte de mobilizar nossos irmãos viajar conosco neste sonho maravilhoso poderemos realizar muitos desses sonhos, então conte comigo, estou junto com você nesta embarcação de sonhos, sabendo que o grande realizador de sonhos e o próprio dono desses sonhos que o evangelho seja pregado a todas as pessoas. Rita 😘💋🙏

    Resposta
    • 29/04/2020 em 14:59
      Permalink

      Amém, querida irmã Rita!! Deus abençoe nossos sonhos!

      Resposta
  • 21/05/2020 em 23:41
    Permalink

    Adotei missionários, isso é uma alavanca , sentimos que fazemos parte desta grande obra, seguramos a corda.

    Resposta
    • 22/05/2020 em 17:54
      Permalink

      Sim, estamos juntos nesta obra!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *