Após encontrar um vocacionado para mobilização, o MMV deve ter muita sabedoria para direcioná-lo, especialmente se sua igreja não se envolve com missões e não tem promotor de missões eleito.

Por onde começar?

É muito importante ressaltar que cada igreja tem suas características e por isso precisamos sempre da direção daquele que lidera a obra missionária: o Espírito Santo do Deus missionário. Peça sabedoria a Deus e ore muito antes de aconselhar este novo promotor.

Nós sabemos bem quais são os nossos objetivos. Se deseja relembrar leia o Post http://missoesnacionais.org.br/blog/por-onde-comecar-parte-1/

Se Deus já lhe mostrou um vocacionado nesta igreja, já temos uma resposta de oração! Agora é hora de tomar muito cuidado com o próximo passo.

Após este promotor compreender sua vocação e a importância da oração, pois estamos em uma batalha espiritual, ele deve procurar seu pastor, caso ainda não tenha feito!

Normalmente quando entendemos o chamado do Senhor, ficamos muito motivados e entusiasmados, mas precisamos ter cautela e sabedoria, tanto os promotores, quanto os MMVs.

Se uma igreja não se envolve com as campanhas missionárias da nossa Convenção, o ideal não é começar falando sobre o PAM. Antes de pensar em contribuições mensais, a igreja precisa aprender a amar missões e confiar em nossas agências missionárias. O promotor é o elo entre as nossas juntas missionárias e as igrejas, por isso, normalmente começamos pelas campanhas missionárias envolvendo o rebanho de Cristo neste ardor missionário. Lembre-se sempre da força do rebanho! Nosso trabalho é “um a um”! http://missoesnacionais.org.br/blog/nao-dizeis-vos-que-ainda-ha-quatro-meses-ate-a-ceifa-eu-porem-vos-digo-erguei-os-olhos-e-vede-os-campos-pois-ja-estao-brancos-para-a-ceifa-joao-4-35/

Oriente o promotor a conversar com seu pastor e compartilhar o quanto Deus tem confirmado o seu chamado missionário para mobilização. Ele deve abrir o coração, expor seus sonhos, as razões que o levaram a essa decisão. Deve contar histórias reais de pessoas que foram transformadas nos campos e deixar o Espírito Santo falar ao coração de seu pastor.

Após abrir o coração, aconselhe o promotor a falar sobre a próxima campanha e o seu desejo de ver a igreja envolvida, ouvindo e participando do que Deus tem feito nos campos através de nós, batistas. Conte as lindas histórias de homens e mulheres resgatadas das ruas através das Cristolândias, dos jovens que dedicam a vida por todo Brasil como Radicais, e etc. Demonstre o chamado para ser promotor e se coloque a disposição para servir em sua igreja.

Se for possível, o promotor já pode compartilhar com seu pastor o desejo de ter uma equipe ou um conselho missionário, sempre com o apoio e ajuda dele. Veja mais sobre como formar um conselho missionário no Post
http://missoesnacionais.org.br/blog/e-melhor-ter-companhia-do-que-estar-sozinho-porque-maior-e-a-recompensa-do-trabalho-de-duas-pessoas-eclesiastes-49/

Ajude o promotor a montar o conselho missionário e acompanhe de perto seu trabalho e os próximos passos a seguir, como treinamento e capacitação! Lembre-se que você deve impactar sua vida sendo sempre uma inspiração!

Compartilhe nas redes sociais:
Por onde o promotor deve começar quando a igreja não faz missões?
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *