“Não dizeis vós que ainda há quatro meses até à ceifa? Eu, porém, vos digo: Erguei os olhos e vede os campos, pois já estão brancos para a ceifa.” João 4.35

Quando Deus vocaciona alguém para a mobilização, Ele também o capacita para influenciar e contagiar os que estão ao seu redor. Moramos em uma pequena cidade no interior de São Paulo e, por aqui, há muitos sítios e gado. Conversando com meu esposo, soube que, quando o gado está pastando, um deles levanta a cabeça e começa a andar sentido à água ou ao cocho. Aos poucos, um a um, começa a erguer a cabeça e passa a segui-lo. Em pouco tempo todo o rebanho está andando em fila atrás dele. 

Fiquei pensando o quanto isso também é verdade no rebanho de Cristo. O Promotor de Missões tem um grande poder de influência em sua igreja. Nosso problema é que, muitas vezes, queremos que toda a igreja rapidamente nos siga ou nos desanimamos quando o pastor não é o primeiro. Tenha calma, amor e paciência! O trabalho do promotor é “um a um” e nem sempre será como pensamos. Ore bastante e confie Naquele que lhe chamou para esta obra. Temos visto igrejas inteiras transformadas a partir de um Promotor de Missões que ergueu os olhos. Exerça influência e comece a contagiar “um a um” e, no tempo de Deus, todo o rebanho estará com os olhos erguidos, vendo com você, os campos brancos para ceifa.

O primeiro lugar onde normalmente influenciamos é em nossa casa. Como Promotora de Missões pude ver claramente meu marido e meus filhos se apaixonando por missões. Depois, esse “bichinho” missionário se espalhou em nossa igreja. Em 2008, no primeiro ano que comecei a trabalhar como promotora, eu era professora da classe dos adolescentes na EBD e comecei a preparar chocolates para venderem na escola. O “bichinho” se espalhou! As mulheres começaram a fazer pão caseiro, coxinha, sonho, bala baiana, bazar. As Mensageiras do Rei começaram a bordar vagonite, os jovens fizeram campanha de pizza e frango, e assim foi. Depois de um tempo, assumimos o Departamento de Missões da nossa Associação e, em menos de dois anos, estávamos com mais de 100 pessoas no Acampamento de Promotores de Missões em Sumaré. Missões virou uma epidemia! Glória a Deus!

Talvez você esteja pensando: “Você não conhece minha igreja” ou “Minha igreja tem algum antivírus”. Querido promotor, nada em nós nos torna capazes para essa grande obra. Nada é sobre nós! Somos limitados e pequenos, mas Aquele que nos chamou tem todo o poder! Nossa vitória não depende de nossa força e capacidade, mas do próprio Deus. A igreja é de Cristo e Ele está em missão, pois veio buscar e salvar o que estava perdido (Lucas 19.10). Seja o primeiro a erguer os olhos, veja o agir de Deus espalhando esse “bichinho” missionário, um a um, e então ninguém poderá segurar a força do rebanho!

Silvana S. P. Martines – Coordenadora Nacional de Mobilização Voluntária 

Compartilhe nas redes sociais:
Mobilização: Um a Um!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *