fbpx

Crianças e os alvos pessoais!

Sem dúvida, uma das formas mais eficazes para formarmos uma geração com visão missionária é desafiar as crianças a fazerem o alvo pessoal. Isso as leva a desenvolver a fé e disposição para trabalhar para expansão do Reino de Deus! Elas devem sempre ser instruídas a fazerem seus alvos sob os cuidados dos pais. 

Vários anos atrás, íamos começar uma campanha e pedi aos pais que conversassem previamente com seus filhos sobre seus alvos pessoais. Em casa, o pequeno Davi e sua irmãzinha combinaram com seus pais quais seriam os seus alvos. No momento do culto, ao escrever seu alvo, Davi escreveu R$ 50,00 a mais do que haviam combinado. Seus pais o questionaram, mas ele disse que já tinha o valor combinado previamente no seu cofrinho e por isso queria fazer um alvo de R$ 50,00 a mais. 

No sítio da família, seu pai criava uns Porquinhos da Índia para o Davi, e há muito tempo estava tentando vendê-los, mas sem sucesso. Tentou vender para algumas petshops e lojas de bichinhos, contudo, não teve sucesso e desistiu! Na segunda-feira após o culto onde Davi fez seu alvo pessoal, seu pai estava no sítio e chegou uma senhora querendo comprar os porquinhos da Índia do Davi, por exatamente R$ 50,00. Que experiência de fé para uma criança! 

Davi continuou trabalhando no sítio. Ele e sua irmãzinha colheram chuchus, pepinos e venderam para missões. Quando tinham que levar alguma encomenda na casa dos irmãos da igreja, logo diziam: “Taxa de entrega, pra missões!”. Criavam também coelhos e vendiam para missões. Em todas as campanhas, Davi e sua irmã alcançaram seus alvos pessoais, e quando acabava uma campanha missionária, eles me pediam o cartaz com a foto dos missionários, cortavam e colocavam em uma caixinha, e todas as noites eles oravam por um missionário e quando o sorteado era um missionário que eles conheciam, era uma festa!

Certa vez, durante uma campanha de 40 dias de oração, uma menina de 8 anos procurou o seu pastor e disse: “Pastor, eu quero contribuir com missões! Eu quero dar R$ 500,00!”. O seu pastor perguntou: “E o que você vai fazer para dar R$ 500,00 para missões?”. Ela disse: “Eu vou vender mil sacolés a R$ 0,50!”. O pastor a apoiou com toda alegria! Sua mãe a ajudou e, em todos os cultos ela levava os sacolés para vender. No final da campanha ela arrecadou mais de R$ 700,00. Uma criança contagiou a igreja toda e mostrou para todos que sempre podemos fazer mais!

Nós somos influenciadores e formadores de opinião! Se queremos formar líderes que entendam a relevância da oferta missionária, precisamos ensinar nossas crianças que missões se sustenta com o melhor. Ofertar é um ato de fé e precisamos inculcar isto na mente dos pequeninos. Crianças têm muito mais fé do que os adultos. Por isso, o alvo pessoal deve ser a principal maneira de ensinar nossas crianças a ofertar com fé, dedicação e trabalho. Estimule-os a trabalhar para alcançar os alvos, pedir ajuda aos pais, avós, tios entre outros.

Se em sua igreja é comum o uso do cofrinho, faça de uma forma que eles possam escrever os seus alvos pessoais no lado de fora do cofre. Caso o cofrinho só possa ser aberto no final, coloque no cofre ou em alguma folha, um local onde eles possam anotar quanto já conseguiram, para saber se estão alcançando o alvo pessoal. 

É muito importante ensinar que o cofre não é apenas para colocar troquinho de pão, restos, sobras ou migalhas. Para missões, sempre damos o que temos de melhor. Estimule as crianças a fazerem alvos audaciosos de fé! Nunca devemos subestimar a fé de uma criança!

Você também pode fazer um Baú Missionário, ao invés do cofre. Pode ser maior e com mais espaço para guardar as ofertas. O baú tem também um simbolismo: ali está guardado um tesouro precioso, pois vidas serão salvas por Jesus através daquelas ofertas.

Que Deus nos dê sabedoria para usar a influência que Ele nos deu, para formar líderes desde pequenos, compreendendo que para missões damos o que temos de melhor! 

Silvana S. P. Martines – Coordenadora Nacional da Mobilização Voluntária 

Deixe um comentário

Copyright © 2019 :: Missões Nacionais - Blog do Promotor

zeester