“Olheiros” de missões: despertando vocações!

Nós, promotores de missões, precisamos ser como os “olheiros do futebol”, que, por onde andam, mesmo em um jogo na rua, observam e identificam os novos talentos. A principal característica e qualidade de um olheiro de futebol é entender do esporte. O bom olheiro conhece um jogador talentoso observando o comportamento da equipe, antes mesmo de a bola rolar. Precisamos ser os “olheiros de missões” e, para isso, temos que, antes de tudo, entender e amar a obra missionária. Quando compreendemos nossa vocação para mobilizar, amamos o que fazemos. Deus tem usado poderosamente promotores para o despertamento de vocações. Isso é fruto da paixão pela obra missionária, que desperta a compaixão pelos perdidos. A paixão leva à compaixão, e a compaixão desperta a vocação!

O Pr. Fernando Brandão falou, em uma sala de oração, que o Espírito Santo está levantando vocacionados saídos das ruas das Cracolândias; muitos dos que estão dentro das igrejas não têm ouvido e atendido ao chamado do Senhor, e a obra missionária não pode parar! Precisamos clamar a Deus que nos use para despertar vocações em nossas igrejas.

Muitas vezes a chama missionária se apaga por falta de estímulo, informação e oportunidade de servir. Todos precisam ser despertados nessa grande engrenagem que é a obra missionária, tanto os que vão como os que ficam! Há muitos irmãos que não contribuem com a obra missionária porque não são desafiados e estimulados a isso. Cheios do Espírito Santo, precisamos levar informações sobre o campo missionário, e Deus trará profunda compaixão e, assim, os corações serão despertados!

Sentados nos bancos de nossas igrejas estão muitos apaixonados por missões. Dentre estes, futuros radicais, intercessores, mantenedores e vocacionados para mobilização, que poderão ajudar muito no sublime trabalho de formar uma nova geração de discípulos de Jesus, que amam e cumprem a missão!

Dificilmente o promotor, sozinho, consegue identificar na igreja, como um todo, os vocacionados, aqueles que têm um coração missionário, que desejam contribuir, mobilizar etc. O Conselho ou a Equipe Missionária formada pela liderança da igreja é fundamental, por vários motivos, no trabalho de mobilização, e um desses motivos é a função que tem de informar, influenciar e observar vocações, dons e talentos dos seus liderados, espalhados por todos departamentos e faixas etárias. Envolvê-los nas atividades, nos cultos, em viagens e momentos missionários, é uma excelente forma de despertar e descobrir vocações. Precisamos estar atentos para enxergar essas pessoas!

Sejamos “Olheiros de Missões” e, conduzidos pelo Espírito Santo do Deus missionário, veremos uma geração de vocacionados obedientes ao chamado do Senhor!

Silvana S. P. Martines
Coordenadora da Mobilização Voluntária

Related Posts