Notícias



Missões Nacionais: 112 anos compartilhando a verdadeira razão de viver

Brasil, 1907. 

 O 6º Presidente do país, Affonso Augusto Moreira Penna, estabeleceu o limite de fronteira entre Brasil e Colonia de Surinam (Suriname) com o Decreto n° 1.659. O Brasil participou, pela primeira vez, da segunda Conferência da Paz realizada em Haia. As ações para que os estados recebessem as Linhas Telegráficas Estratégicas (importante meio de comunicação da época) se expandiram através da A “Comissão de Linhas Telegráficas do Mato Grosso ao Amazonas e a Integração do Noroeste”. Estes foram alguns dos avanços realizados pelos políticos com o intuito do desenvolvimento socioeconômico dos brasileiros. Mas, “que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? Marcos 8:36

 

Qual é a sua razão de viver?

 Quando pensamos em “razão de viver”, vem a nossa mente a ideia de propósito. E o propósito diz respeito aquilo pelo qual o “algo criado” foi designado. Esperamos que um carro desempenhe a sua função, assim como esperamos que uma caneta e um lápis possam rabiscar o papel. Da mesma forma que todo o objeto tem um fim último, o homem também tem o seu desígnio. A razão de viver do homem é glorificar a Deus e deleitar-se nEle para sempre, conforme o apóstolo Paulo nos diz em Romanos 11:36 “Pois dele, por ele e para ele são todas as coisas. A ele seja a glória para sempre! Amém” Tudo o que somos, o que temos, e tudo o que fazemos, deve estar voltado única e exclusivamente para a glória de Deus.

Glorificamos a Deus quando nos alegramos nele, amando-o, confiando e obedecendo à sua vontade, aos seus mandamentos e à sua lei. E um dos mandamentos que Cristo Jesus nos deixou foi o de “ir e fazer discípulos”.

O cumprimento da missão, a multiplicação de discípulos por meio do batismo e o continuo ensino das Sagradas Escrituras glorifica a Deus (Mt 28.19-20). Cumprir o fim último pelo qual fomos criados é a nossa razão de viver, e realizamos este propósito também obedecendo a Cristo Jesus fazendo e multiplicando discípulos.

Galeria da Fé de Missões Nacionais

Em 25 de junho de 1907 despontava a Junta de Missões Nacionais, a agência missionária dos Batistas Brasileiros. Ao longo de 112 anos, grandes homens e mulheres entenderam essa verdade.

“Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas”. Romanos 10:13-15 Essas primícias também foram testificadas pelo trabalho de L. M. Bratcher, Pr. Joaquim Fernandes Lessa, Pr. Crispiniano Dario da Silva, Albert L. Dunstan, Arthur Beriah Deter, Carlos Leimann, Pr. Salomão Luiz Ginsburg, Zacarias e Noemi Campelo e muitos outros *servos do Senhor.

 

Brasil, 2019.

 112 anos compartilhando a verdadeira Razão de Viver

Seguindo as pegadas de Cristo Jesus, Missões Nacionais prossegue no avanço do Evangelho a fim de conquistar toda a Pátria Para Cristo. Ontem (26) a Capela do Seminário do Sul, localizada no Centro Batista (Tijuca) , recebeu o culto de celebração pelos 112 anos de Missões Nacionais. A programação foi conduzida pelos Gerentes Executivos: Pr. Fabricio Freitas, Pr. Milton Monte, Ir. Renato Antunes, Pr. Jeremias Nunes e o Pr. Samuel Moutta.

A cada trecho do programa o nome de Deus foi glorificado com louvores através da Banda do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil e do Coral da Cristolândia masculina e coreografia da Cristolândia Feminina, A Missão  completa 10 anos de existência neste ano. Para celebrar esta primeira década de trabalho houve um lançamento do selo Cristolândia 10 anos, com a presença de representantes dos Correios para uma cerimônia oficial. Para carimbar e assinar os registros que ficarão nos anais da história do Brasil através da exposição no Museu Nacional, foram chamados o Pr. Fernando Brandão – Diretor Executivo, O Irm. Renato Antunes – Gerente de Assistência Social,  Marli González – Executiva da União Feminina Batista do Brasil e a irmã Silvia Regina, fruto do projeto, hoje Missionária e aluna do Centro Integrado de Educação e Missões. O Pr. Walter Júmior – Presidente da Convenção Carioca, O Pr. Amilton Vargas – Diretor Executivo da Convenção Batista Fluminense e o Pr. Sócrates Oliveira – Executivo da Convenção Batista Brasileira, fizeram também uma assinatura simbólica para marcar estes 10 anos que se completaram com o apoio e parceria das organizações batistas do Brasil. Os presentes aplaudiram o momento, pois é a relevância social do Reino de Deus.

Foi uma noite memorável com inúmeras palavras de incetivos  à expensão do trabalho missionário. A Irmã Lúcia Margarida deu uma palavra de encorajamento no momento “Eu faço parte desta história”, ela contou testemunhos edificantes. Com quase 80 anos de idade, ela atua como Missionária Voluntária na Casa Viver do Rio de Janeiro. O Pr. Adilson Ferreira dos Santos, presidente das Ordem dos Pastores Batistas do Brasil e também  relator da Comissão que avalia missionários para entrar no quadro de obreiros de Missões Nacionais, falou sobre a importância de viver e apoiar os trabalhos missionários.

 

Ao final foi exibido o vídeo comemorativo dos 112 anos (Assista ao vídeo completo da história dos 112 anos )  após a exibição, os missionários e colaboradores da sede foram à frente para cantar a música “Minha Pátria Para Cristo”.

 

CAOS

A cada estatística lançada, um aumento de índices negativos .

Nestes 112 anos de história Missões Nacionais vai ao encontro do caos tendo o Evangelho como respostas para os anseios da sociedade, na certeza que Jesus Transforma! 

 

Transforma através da:

 

 

 

 

 

 

Essa história é sua, veja mais fotos sobre a celebração: http://bit.ly/2NiF6yb

 

 

 

* Diretores Executivos de Missões Nacionais:

1907-1908: Joaquim Fernandes Lessa

1908-1909: Alípio da Fonseca Dorea

1909-1910: Alfredo Fontes de Magalhães

1910-1911: F. M. Edwards

1912-1913: Arthur Berian Deter

1913-1914: F. M. Edwards

1915: Manoel Avelino de Souza

1915-1916: Willian Buck Bagby

1916-1918: Arthur Berian Deter

1918-1920: Salomão Luiz Ginsburg

1920-1921: F. M. Edwards

1922-1925: Salomão Luiz Ginsburb

Interino: Raphael Zambrotti

Interino: Ismail da Silva Gonçalves

1926-1931: Lewis Malen Bratcher

1931-1933: Manoel Avelino de Souza

1933-1953: Lewis Malen Bratcher

1954: Letha Myrtle Saunders

1954-1968: David Gomes

1968-1978: Samuel Mitt

1978-1984: Paulo Roberto Seabra

1984-1991: Oliveira Araújo

1992-2004: Ivo Augusto Seitz

2004-2005: Ilton Pereira

2005-2007: Sócrates Oliveira de Souza

2007-atual: Fernando Macedo Brandão

 

Texto desenvolvido pela redação em parceria com o colaborador da sede Felipe Roberto (Gerência de Evangelismo).