Notícias



Diretora do Colégio Carolina fala sobre Semana Nacional da Educação

Em 05 de dezembro de 1951, o presidente Getúlio Vargas sancionou a lei 1484, que estabelecia a primeira semana de julho como a Semana Nacional de Educação. Durante essa semana, seriam feitos feiras, debates e reflexões sobre a educação. Setenta anos se passaram e vemos que precisamos de muito mais do que reflexões para celebrar essa data: precisamos de uma grande reforma educacional!

A denominação Batista sempre teve em seu DNA a formação educacional de crianças, adolescentes, jovens e adultos. Não foi diferente em Missões Nacionais que, desde o início de sua constituição, formou gerações de crianças que hoje são líderes em nossa nação. Um grande exemplo disso é o Colégio Batista de Carolina que completou, em 2021, 85 anos de serviços prestados ao Maranhão de forma ininterrupta. Mesmo em tempos de pandemia, o colégio não parou em nenhum momento as suas atividades, que passaram a acontecer de forma remota, levando a Educação a todo o seu corpo discente.

É impossível falar de educação sem falar do nosso maior mestre: Jesus. A educação foi o maior ministério que Jesus exerceu. Em todo o momento lemos que Ele (Jesus) se assentava para ensinar. “Jesus saiu outra vez para beira-mar. Uma grande multidão aproximou-se, e ele começou a ensiná-los”. Marcos 2:13

Nós, seguidores de Jesus, não podemos fugir de seus ensinamentos. Esta é uma semana dedicada a reflexão, mas também é uma semana dedicada a decisões. Você, crente no Senhor Jesus, que é diretor de escola, coordenador pedagógico, professor, secretário, auxiliar de serviços gerais ou qualquer outra atividade dentro de uma escola, precisa entender que Jesus conta com você para fazer diferença em nossa nação. Não coloque o seu emprego acima de sua fé. Decida servir fielmente a Jesus e ser usado por Ele dentro da escola que você está.

Quero deixar algumas dicas para você que decidir aceitar esse desafio:

1º Ore a Deus pedindo a visão Dele para o trabalho que deseja realizar;

2º Ore por cada aluno, pai e corpo docente de sua escola. Peça a Deus que lhe revele as necessidades da sua comunidade;

3º Aja na confiança de que Deus irá te abençoar em cada ação realizada.

Finalizo com um testemunho:

Em 2015, eu tive um aluno muito inteligente, mas que era bastante agressivo e vivia mal-humorado, arrumando confusão. Certa vez, precisei dar uma suspensão nele porque havia agredido um colega de turma com um chute na barriga. A mãe, muito parceira nossa, conversava bastante comigo, e eu pedi que ela o inscrevesse no acampamento de adolescentes que seria feito no colégio. Ela preocupada se era a melhor decisão, aceitou a minha sugestão. Foi bastante difícil ele aceitar ir. Foi obrigado pela mãe.

Terminado o acampamento ela retorna à escola e diz: “Adriana, o que você fez com o meu filho? Eu passei o fim de semana mal, me questionando se havia tomado a decisão certa e quando ele voltou, seu rosto reluzia. Pediu perdão a mim, ao pai, nos beijou, beijou os irmãos e disse que nos amava”.

Foi uma experiência tremenda! Passados seis anos, recebo mensagem de sua mãe: “Quero te convidar para o casamento de Arlyan. Estamos fazendo uma pequena celebração, devido à pandemia, mas você, como mãe, não pode ficar de fora”. Quanta alegria em meu coração.

Vale a pena servir ao Senhor dentro de uma escola. Vale a pena lutar por uma Educação de qualidade. O nosso Deus é fiel.

Por: Adriana Dias, missionária e diretora do Colégio Batista de Carolina