Notícias



Jovem do Rio de Janeiro aceita desafio e ingressa no programa Radical Brasil Amazônia

Enquanto jovens por todo o Brasil estão decidindo qual carreira seguir, qual curso fazer para se preparar melhor para o mercado de trabalho, visando um bom salário e sucesso pessoal. Há outros que resolvem dedicar sua vida, ou pelo menos algum tempo dela, exclusivamente para a propagação do Evangelho em nosso país.
Este é o caso da jovem Danielle Roque Beneta, de apenas 19 anos, que após completar seu ensino médio seguirá na próxima sexta-feira (12) para o Amazonas ingressar no programa Radical Brasil. Membro da Primeira Igreja Batista de Alcântara, Dani, como é chamada pelos mais próximos, deixará em São Gonçalo (RJ) seu pais, Daniel e Márcia, e o irmão, Davi, para cumprir o seu chamado missionário.

Missões Nacionais: Você atendeu seu chamado missionário no Acampamento Tamo Junto em 2018. Como foi participar dessa programação?

Danielle: O ‘Tamo Junto’ foi um acampamento completamente diferente de todos que eu já havia participado, foi um acampamento totalmente voltado para motivar jovens e adolescentes a aceitar o chamado do Senhor para nossas vidas. Desde a primeira ação fomos impactados com a realidade do nosso Brasil, entendendo o tamanho da urgência de termos mais pessoas trabalhando nos campos missionários.
Ouvimos o testemunhos de radicais e outros missionários que tem doado suas vidas em prol da evangelização do nosso país e a cada testemunho meu coração queimava querendo também fazer parte disso.

Missões Nacionais: O que o acampamento mudou em sua vida?

Danielle: Foi um divisor de águas na minha vida! Recebi meu chamado missionário aos doze anos de idade, num acampamento de Mensageiras do Rei, no dia que a irmã Maria Helena esteve pregando, mas até então não sabia onde Deus me queria atuando como missionária. Sempre tive em mente que eu seria uma Radical Cristolândia, amo esse projeto e todas as vezes vibro e me emociono com as histórias de transformação que vemos, mas ali no Tamo Junto, Deus começou a colocar um carinho no meu coração pelo povo ribeirinho, que eu nunca tinha sentido antes. Sempre achei lindo o trabalho na Amazônia, mas nunca havia passado pela minha mente que lá seria o meu campo.
Então, nesse acampamento eu entendi claramente que Deus estava me chamando pra Amazônia, através dos testemunhos dos radicais e do que Ele estava colocando em meu coração. Fui desafiada a ser uma Radical, a ouvir e atender o chamado do Senhor pra minha vida. Entendemos ali sobre a importância de vivermos na dependência de Deus e de dedicarmos nossa juventude a Ele.

Missões Nacionais: Com tantos outros lugares, por que você acredita que a Amazônia é seu campo missionário?

Danielle: Eu não escolhi a Amazônia, Deus escolheu pra mim!
Falo isso porque ficar a quase 3.000 km de distância de casa aparentemente é assustador, passar Natal, Ano Novo e aniversário longe do aconchego da família não é fácil, mas quando Deus nos comissiona é difícil não aceitar.
Participei de duas edições da viagem do Barco “O Missionário”, lá pude conhecer de perto a realidade que tanto ouvi falar. É impossível ver tanta necessidade e ficar inerte a tudo aquilo. De fato, os ribeirinhos são carentes de cuidados médicos, alguns de alimentação, vivem de forma isolada não tendo acesso como coisas básicas que temos como luz, internet e transporte, mas a principal necessidade daquele povo é de ouvir falar de Jesus. Eles precisam ter pelo menos a oportunidade de ouvir falar sobre esse amor que transforma e restaura. Hoje meu coração se enche de alegria por saber que vou fazer parte do que Deus está fazendo entre o povo ribeirinho. Agora meu povo!

Missões Nacionais: Como foi a reação de sua família, seus amigos e sua igreja ao saber de sua decisão?

Danielle: Minha família, principalmente minha mãe, ficou bem receosa, natural de toda mãe, mas em nenhum momento ela tentou me impedir. Quando voltei do acampamento e contei o que tinha sentido no coração ela disse: “Quem sou eu pra impedir a vontade de Deus na sua vida?”. Muitas vezes ela chora porque sabe que a saudade será inevitável, mas fica feliz em saber que estou indo para o lugar que o Pai escolheu pra mim.
Meus amigos e minha igreja tem me dado todo o apoio, com orações, surpresas, mensagens e cartinhas. Receber todo esse carinho e incentivo tem me mostrado e confirmado a cada dia que esse é meu caminho.

Missões Nacionais: E como está a expectativa para este novo período da sua vida?

Danielle: Espero ser usada por Deus pra impactar vidas nas comunidades ribeirinhas. Viver de uma forma simples, apresentando Cristo através do convívio e do relacionamento com aquelas pessoas. Sei que grandes serão os desafios, mas quando Deus nos chama Ele nos sustenta e nos capacita.
Temos um desafio muito grande pela frente, são cerca de 10 mil comunidades sem presença nenhuma de igreja evangélica, famílias inteiras que têm perecido sem ter a oportunidade de ouvir falar de Jesus.
Assim como lemos em Romanos 10:14: “Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue?”.
Eu não quero ficar de fora do que Deus está fazendo no Brasil!

Louvado seja Deus pela vida desta e de outros jovens que serão apresentados no próximo sábado (13) como 15ª Turma Radical Amazônia!

Está chegando também mais uma edição do Acampamento ‘Tamo Junto’! Nos dias 3, 4 e 5 de maio no Acampamento da Primeira Igreja Batista de Niterói, localizada em Rio do Ouro (RJ) e você não pode ficar de fora.
Garanta já a sua vaga em www.e-inscricao.com/jmn/tamojunto2019! E tenha mais informações através do número (21) 2107-3878 ou do e-mail regionalrio@missoesnacionais.org.br.