Notícias



Das vestes que causavam temor para a farda de quem luta em favor da nossa Nação

O medo, hoje, é uma sentimento natural de quem anda pelas ruas das grandes metrópoles brasileiras e se depara com as cracolândias. Pelas vias da Bahia não é diferente. Quantas pessoas passaram pelo Flávio Souza Cunha apreensivas e temorosas, achando que para ele não existia esperança? O Flávio ouviu a mensagem do Evangelho transformador ainda na cracolândia e foi encaminhado para a Cristolândia Bahia onde ficou por 2 anos. Neste tempo, o missionário Agnaldo Pereira criou um relacionamento discipulador com ele, o acompanhando nas provas e testes além de estimulá-lo aos estudos para o processo seletivo da Marinha do Brasil. Após 2 meses de aprovado, ele retornou à Cristolândia, fardado, testemunhando que Jesus Cristo liberta, transforma e vai além do que pedimos ou pensamos.

 

O país que o colocou nas estatísticas ruins, hoje o coloca para trabalhar e lutar em favor de todos os brasileiros. Isso é possível pelo investimento de homens e mulheres que oram, vão e ofertam. Seja parte de outras histórias: https://missoesnacionais.org.br/envolva-se-doe/ !

Cristolândia, há 10 anos transformando vidas.

#MissõesNacionais2019 #Cristolândia10anos