Notícias

  • Página inicial
  • /
  • Notícias
  • /
  • Trabalho missionário na Casa VIVER abençoa vida de crianças e adolescentes no Rio de Janeiro


Trabalho missionário na Casa VIVER abençoa vida de crianças e adolescentes no Rio de Janeiro

No Dia Mundial da Infância, nos lembramos com muita alegria da obra missionária desenvolvida no Chapadão, uma comunidade com alto índice de violência no Rio de Janeiro. Morar no local tem seus desafios e dificuldades, mas, pela misericórdia de Deus, a verdade, o amor e a esperança do evangelho de Cristo têm chegado até a região por meio da Casa Viver. 

Por meio do trabalho da Casa VIVER, liderado pelo casal missionário Laíse Félix e Pr. Raone Barcellos, muitas crianças e adolescentes têm sido abençoados e têm tido a oportunidade de trilhar um caminho diferente do qual estão habituados a presenciar. As experiências proporcionadas dentro do projeto possibilitam que os que chegam até ele vivenciem novas experiências com as oficinas, os passeios e as atividades do dia a dia.

Deus se importa com todas as áreas da vida dos seres humanos e, por isso, o trabalho na Casa também busca olhar para as crianças de forma integral. “Através de cada ação desenvolvida, as crianças e os adolescentes são trabalhados em diversas áreas. Isso auxilia tanto no crescimento enquanto indivíduos, quanto no desenvolvimento como discípulos de Cristo”, conta Laíse, que tem visto o poder de Deus se manifestar na vida de muitas crianças e suas famílias.

As experiências de transformação de vida são inúmeras. A missionária compartilha que Jesus tem alcançado o coração dos pequenos de forma completa. Quando o projeto começou, o casal se impressionou com o quanto as crianças estavam perdendo a infância por conta da violência do bairro. “Desenhamos uma amarelinha no chão e, para a nossa surpresa, algumas crianças não sabiam como brincar. A maioria ficava dentro de casa, por conta dos perigos da rua. Elas não tinham liberdade para se divertir de forma saudável”, conta a missionária.

Na Casa VIVER, as crianças podem ser crianças. Elas possuem um tempo de recreação, no qual podem brincar, correr, pular e aproveitar a infância de forma saudável e segura. “Elas começaram a melhorar individualmente e no relacionamento umas com as outras. Elas têm descoberto e desenvolvido talentos e habilidades, estão se sentindo capazes de aprender coisas novas e percebendo que podem fazer mais do que achavam que poderiam”, lembra Laíse.

Durante o tempo que passam na Casa, as crianças e os adolescentes são discipulados, aprendem a orar e a ler a Bíblia. Estão aprendendo também a confiar em Deus e a seguir Jesus. “Isso está mudando a vida deles e de suas famílias”, completa a missionária. O trabalho missionário da Casa VIVER não oferece apenas uma nova perspectiva de futuro, mas também reflete no presente de cada um que passa pelo projeto.

Louvado seja Deus pelo trabalho realizado na Casa VIVER!