fbpx

Centro-oeste

No Centro-Oeste, encontramos o que é considerado “Patrimônio Natural Mundial” pela UNESCO, o Pantanal. Ele é localizado em áreas baixas que ficam isoladas dos centros de abastecimento e há o difícil acesso que, muitas vezes, só pode ser feito por barco ou avião. Para peões, fazendeiros e coureiros, o cavalo é um dos principais meios de transporte. Há também, uma pequena população indígena ribeirinha. Para alcançar o pantaneiro temos o Radical Pantanal, que atua na formação de líderes autóctones, plantando igrejas multiplicadoras. Além do Pantanal, o no Centro-Oeste está o Cerrado, que possui 216 terras indígenas e 83 diferentes etnias. Além de indígenas, o Cerrado também tem quilombolas, geraizeiros, sertanejos e ribeirinhos. Na região, temos a atuação do Radical Cerrado que, à semelhança do Radical Pantanal, atua na formação de líderes locais para um grande movimento de formação de líderes e igrejas multiplicadores. Em comunidades rurais, pequenas cidades, ou centros urbanos, a plantação de novas igrejas acontece segundo a visão de Igreja Multiplicadora, que resgata os princípios bíblicos e práticas batistas; a ênfase está em alcançar pessoas primeiro, para depois pensar no templo, sempre focando a formação de novos líderes locais e a multiplicação.

byMissões Nacionais

Centro-oeste

R$
Informação pessoal

Informações de cartão de crédito
Este é um pagamento seguro e criptografado por SSL.

Total da doação: R$100,00

Sudeste

No ranking dos estados, a Região Sudeste possui os três estados mais populosos do país. São Paulo segue como o mais populoso, com 46,3 milhões de habitantes, concentrando 21,9% da população total do país, seguido de Minas Gerais, com 21,3 milhões de habitantes, e do Rio de Janeiro, com 17,4 milhões de habitantes. A grande concentração de população faz da região um dos maiores desafios missiológicos do Brasil. Em São Paulo, por exemplo, para alcançar o ideal de uma igreja batista para cada agrupamento de dez mil pessoas, são necessárias mais de 3 mil novas igrejas; ainda há o desafio de crescimento e revitalização de igrejas. Este desafio é semelhante em Minas Gerais, que tem uma população de mais de 21 milhões de pessoas, com a necessidade de quase mil novas igrejas. A principal estratégia de atuação é o Radical Metropolitano, onde o treinamento acontece de forma on-line, para permitir que pessoas que trabalham e estudam possam participar.  Desta forma, cada um pode manter sua vida cotidiana de trabalho, estudo, família, sem o “deixar tudo” e ir para outro campo. Já estão no campo, com “tudo” o que eles têm. Esse modelo permite que os crentes comprometidos com o serviço da igreja local atendam ao chamado de plantar novas igrejas. Nesse processo, os missionários voluntários recebem formação teológica e mentoria de missionários experientes, garantido a qualidade do processo. DOE PARA ESTE PROJETO

byMissões Nacionais

Sudeste

R$
Informação pessoal

Informações de cartão de crédito
Este é um pagamento seguro e criptografado por SSL.

Total da doação: R$100,00

Sul

A região Sul do Brasil conta com uma população de 29.230.180 habitantes e os estados da região são reconhecidos pela qualidade de vida que proporcionam para seus habitantes. A região apresenta os melhores indicadores de mortalidade infantil, educação e saúde do país; mesmo assim concentra 23% da taxa de suicídios no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde. Em toda a região, são menos de 800 igrejas e congregações batistas da Convenção Batista Brasileira. Do total de 1.191 municípios, quase 70% não possuem igrejas batistas. O Projeto de plantação de Igrejas no Sul lidera um movimento intencional de plantação de igrejas multiplicadoras com líderes locais (autóctones), por meio da capacitação membros da igreja para serem líderes e plantadores de igrejas. Com o Radical Sul, à semelhança dos demais programas radicais, novas igrejas tem sido plantadas segundo a visão de Igreja Multiplicadora, que resgata os princípios bíblicos e práticas batistas; a ênfase está em alcançar pessoas primeiro, para depois pensar no templo, sempre focando a formação de novos líderes locais e a multiplicação. DOE PARA ESTE PROJETO

byMissões Nacionais

Sul

R$
Informação pessoal

Informações de cartão de crédito
Este é um pagamento seguro e criptografado por SSL.

Total da doação: R$100,00

Rede de Ação e Desenvolvimento Social

A Rede de Ação e Desenvolvimento Social (RADS) da Convenção Batista Brasileira nasceu da necessidade de mobilizar, integrar e capacitar as igrejas e organizações batistas com atuação efetiva na proteção social, vigilância socioassistencial e defesa de direitos de indivíduos e famílias que se encontram em situação de risco social, de modo que suas causas sejam potencializadas. A RADS tem como objetivos: Incentivar as igrejas a desenvolverem projetos sociais dentro da sua vocação; Fomentar o relacionamento entre igrejas e convenções que já realizam projetos sociais; Fortalecer as causas sociais defendidas pelos batistas brasileiros; Oferecer assessoramento na implementação e regularização dos projetos sociais; Integrar as ações de compaixão e graça realizadas pelos batistas brasileiros. CONTATOS: contato@rads.org.br 21 99218-2981 / 21 2107-1835 / 2107-1838

byDesirée

Rede de Ação e Desenvolvimento Social

R$
Informação pessoal

Informações de cartão de crédito
Este é um pagamento seguro e criptografado por SSL.

Total da doação: R$100,00

Projeto Amazônia

Nossa visão é alcançar todo o povo da Amazônia com o evangelho. Não importa onde as pessoas estejam: nas capitais, na floresta, margens dos rios, cidades do interior, grandes centros urbanos, periferias, condomínios fechados, ruas, becos... nossa visão é que todos sejam alcançados pelo evangelho que transforma. Sem dúvida é um grande desafio, mas pode ser viável em uma geração se cada batista na Amazônia fizer do relacionamento discipulador (RD) um estilo de vida. A Visão Brasil 2020 da CBB tem como alvo plantar 1 igreja para cada 10.000 habitantes e chegar a 2% da população de batistas no Brasil. De acordo com essa visão, há a necessidade de 768 novas igrejas na região. A Amazônia, corresponde a 59% do território do país. São 775 municípios com uma população de cerca de 24 milhões de pessoas (IBGE 2010). Sua extensão abrange nove estados: sete da região Norte e quase a totalidade dos estados do Maranhão e Mato Grosso. Neste projeto, daremos maior ênfase a apenas seis destes estados: Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima, Pará e Amapá. Três segmentos populacionais destacam-se na região: 1) Comunidades Ribeirinhas Ao longo de todos os rios da Amazônia Legal, encontram-se cerca de 35.000 comunidades ribeirinhas. Conforme um estudo do NUPAUB - Núcleo de pesquisas sobre populações humanas e áreas úmidas brasileiras da USP, são características dessas comunidades: A moradia e ocupação desse território por várias gerações, ainda que alguns membros individuais possam ter se deslocado para os centros urbanos e voltado para a terra de seus antepassados; A importância das atividades de subsistência, ainda que a produção.de mercadorias possa estar mais ou menos desenvolvida, o que implica uma relação com o mercado; A reduzida acumulação de capital; A importância dada à unidade familiar, doméstica ou comunal e às relações de parentesco ou compadrio para o exercício das atividades econômicas, sociais e culturais; A importância das simbologias, mitos e rituais associados à caça, à pesca e a atividades extrativistas; As casas são construídas em madeira e cobertas de palha, outras são em alvenaria, algumas das quais com cobertura de telha. O ordenamento das casas segue a linha do rio, dessa forma, não há ruas como na cidade, como no modo urbano, mas sim caminhos que são definidos pelo movimento do rio. Suas casas são construídas sobre barrancos, para fugir da cheia que acontece todos os anos. Às vezes a água chega a bater no piso das casas. Nesses momentos, as plantações ficam alagadas. Para matar a fome os ribeirinhos comem peixe e farinha. Fazem ruas de tábuas como passagem. As condições de vida desse povo são umas das mais baixas do Brasil (Fonte: Revista Espaço e Cultura – UERJ). 2) Centro Urbanos Com o desenvolvimento econômico ao longo dos anos nas indústrias e serviços, a urbanização aumentou na região, formando centros urbanos. Há 20 cidades com mais de 100.000 habitantes. Além disso, também segundo o IBGE, 11.669.066 pessoas residem na zona urbana, totalizando 70% da região. 3) Indígenas É na região Norte que se encontra a maior concentração de etnias indígenas no Brasil, onde estima-se que vive 37% da população indígena, totalizando 147 etnias na região. Atualmente, são 611 terras indígenas reconhecidas ou em fase de reconhecimento no país, sendo 21% na Amazônia Legal (DAI-AMTB). Na região Norte, o estado com o maior número de indígenas é o Amazonas representando 55% do total da região, de acordo com a Fundação Nacional do Índio - FUNAI. O Projeto Norte visa liderar um movimento intencional de plantação de igrejas multiplicadoras autóctones por meio da capacitação de líderes e plantadores de igrejas. Em um movimento de retorno aos princípios ensinados por Jesus e vividos de maneira simples e poderosa pela igreja do primeiro século, a Igreja Multiplicadora - IM é uma visão de desenvolver a multiplicação intencional de discípulos e garantir o avanço do evangelho de Cristo, cumprindo o chamado primordial da Grande Comissão. A visão de Igreja Multiplicadora é baseada em 5 princípios bíblicos: Oração, Evangelização discipuladora, Plantação de igrejas, Formação de líderes e Compaixão e graça. A transmissão dessa visão se dará através da utilização de ferramentas variadas: Acreditamos que a forma mais eficiente de comunicar esses princípios será através do exemplo, por isso, investiremos no desenvolvimento de “Projetos Modelo”, que serão as Bases Estratégicas de Multiplicação, que serão tanto de projetos de Missões Nacionais como também de demais igrejas da denominação, que estejam vivenciando a visão de IM e, podendo assim, demonstra-la na prática. As oportunidades de atuação nessa área, especialmente nas comunidades ribeirinhas, são diversas. Os profissionais da saúde que virão nas caravanas, poderão dar suporte em áreas variadas, como nutrição, oftalmologia, clínica geral, pediatria, fisioterapia, odontologia, entre outras. Novo Sorriso da Amazônia Em visita às comunidades ribeirinhas da Amazônia, onde atuam os nossos missionários, observou-se a precária condição da saúde bucal das crianças ribeirinhas. Em uma das famílias, uma única escova dental era utilizada por 14 pessoas. Notam-se também a falta de acesso à água potável e à rede de saúde pública. Diante dessa situação, foi proposto um programa de educação, prevenção e intervenção na saúde bucal das famílias ribeirinhas. Este programa tem como finalidade implantar uma cultura de cuidado com a saúde bucal nas comunidades Ribeirinhas. A implementação do projeto em cada comunidade atendida se dará através das etapas abaixo: Dentro do projeto Novo Sorriso da Amazônia, as crianças da comunidade serão cadastradas e atendidas pelos profissionais durante as caravanas e os radicais Amazônia e missionários em formação farão o acompanhamento de cada criança cadastrada, atuando como agentes de saúde bucal, distribuindo kits de higiene bucal doados por igrejas e parceiros, fazendo aplicação de flúor e palestras educativas. Barco ‘O Missionário’  O Barco ‘O Missionário’ integra o projeto Amazônia com o objetivo de levar os voluntários para atender as comunidades ribeirinhas cujo acesso via terrestre não é possível. Como ferramenta de transporte e também estrutura para atendimentos, as seguintes atividades podem ser realizadas durante a viagem do Barco: Impactos evangelísticos Serão realizados por meio de voluntários das Caravanas e da Operação Jesus Transforma, que apresentarão a mensagem do evangelho de casa em casa, conforme a receptividade dos moradores, e atividades coletivas, como ‘EBFs’, Tarde Alegre e cultos ao ar livre, conforme o contexto de cada local. Atendimentos na Área da Saúde Voluntários profissionais da área da saúde poderão realizar atendimentos odontológicos e ambulatoriais, primeiros-socorros, palestras de higiene, prevenção às drogas, entre outras, utilizando a estrutura do Barco ou das comunidades visitadas. Infraestrutura Os voluntários poderão participar e contribuir na construção de templos, perfuração de poços artesianos, serviços de conserto de equipamentos e distribuição de filtros de água doados. Radical amazônia O Radical Amazônia é um plantador de igrejas voluntário para atuar na formação de líderes autóctones ribeirinhos e com estes plantar igrejas. Para isso, ele passará por um treinamento de três meses no Centro de Formação Missionária da Amazônia, visando o seu preparo para o desenvolvimento de relacionamentos discipuladores com objetivo de plantação de igrejas locais e consequente preparação da liderança. Os Radicais atuarão em duplas pelo período de 1 ano em uma comunidade ribeirinha. SEJA UM RADICAL AMAZÔNIA DOE PARA ESTE PROJETO

byMissões Nacionais

Projeto Amazônia

R$
Informação pessoal

Informações de cartão de crédito
Este é um pagamento seguro e criptografado por SSL.

Total da doação: R$100,00

Projeto Novo Sorriso da Amazônia

- Programa de educação, prevenção e intervenção na saúde bucal das famílias ribeirinhas Cenário: Observou-se a precária condição da saúde bucal das crianças ribeirinhas, nas comunidades da Amazônia, onde atuam os nossos missionários. Em uma das famílias, uma única escova dental era utilizada por 14 pessoas. Notam-se também a falta de acesso à água potável e à rede de saúde pública. Justificativa: Diante desse cenário, foi proposto um programa de educação, prevenção e intervenção na saúde bucal das famílias ribeirinhas. Objetivos: Implantar uma cultura de cuidado com a saúde bucal nas comunidades ribeirinhas; Atuar na prevenção e tratamento de saúde bucal junto ao povo ribeirinho da Amazônia; Ofertar atendimentos médicos e odontológicos a crianças e suas famílias nas 113 comunidades ribeirinhas onde atuam nossos missionários e radicais (todos capacitados como agentes de saúde bucal); Oferecer instruções sobre a saúde da mulher; Distribuir regularmente medicamentos, kits de higiene bucal e filtros para acesso a água potável. Público Alvo: População das comunidades ribeirinhas da Amazônia. Descrição da Ação (metodologia): O Programa Novo Sorriso da Amazônia desenvolve suas ações mediante a oferta de 4 serviços: Capacitar Missionários – serão capacitados por profissionais por profissionais da área para ministrar palestras de cuidados com a saúde bucal. Educar Famílias – os missionários capacitados serão responsáveis por desenvolver na comunidade palestras educativas e lúdicas sobre saúde bucal. Distribuir Kits – regularmente serão distribuídos kits de saúde bucal para as famílias cadastradas no programa e que participam das palestras educativas. Disponibilizar atendimento odontológico – as famílias cadastradas serão atendidas periodicamente por dentistas voluntários DOE PARA ESTE PROJETO

byMissões Nacionais

Projeto Novo Sorriso da Amazônia

R$
Informação pessoal

Informações de cartão de crédito
Este é um pagamento seguro e criptografado por SSL.

Total da doação: R$100,00

Newsletter

Get latest news & update

Endereço

JUNTA DE MISSÕES NACIONAIS DA CBB
Rua José Higino, 416 – Prédio 18 – Tijuca
Rio de Janeiro – RJ CEP: 20510-412

E-mail

falecom@missoesnacionais.org.br

Telefones

Rio de Janeiro: 21 2107-1818
Outras capitais e regiões metropolitanas: 4007-1075
Demais localidades: 0800-707-1818

WhatsApp

21 99287-7515

Contas para depósito
2021 © JUNTA DE MISSÕES NACIONAIS DA CONVENÇÃO BATISTA BRASILEIRA. Todos os direitos reservados.