O sonho continua… há esperança para todos!

“Quando o Senhor trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham.” Salmos 126.1

Você já esteve “como os que sonham”?  Lembra-se da sensação? Temos vivido um movimento ímpar, pois, como batistas, temos tido “um sonho chamado Brasil”, que tem levado as igrejas a se envolverem e sonharem com um país para o qual a única esperança é Jesus Cristo!

Meu nome é Ana Luiza, faço parte do projeto Radical Sul, mas meu envolvimento com missões não começou apenas quando vim ao campo, mas quando me envolvi com a promotoria de missões! Tudo tem um começo e os sonhos, para terem continuidade, também precisam começar de algum lugar, em algum momento. Eu comecei a sonhar com uma igreja envolvida com missões, que entendesse fielmente a extensão e a realidade do que Deus tem feito no Brasil e no mundo.

Como promotora, no primeiro encerramento de campanha do qual participei, eu achava que não chegaríamos ao alvo, estava ansiosa; minha mãe, ao ver aquele meu estado de ansiedade, sentou-se ao meu lado e disse: “Deus é o maior interessado em missões e não você!”, e ela estava certa. Deus estava me moldando e me ensinando a confiar, e, ao mesmo tempo, trabalhando em minha igreja. A esperança do avanço missionário em nossas igrejas também está em Jesus, e não em nossa própria capacidade! O Espírito Santo é promotor de esperança!

Um promotor que continua a sonhar, o faz de semana a semana, depromoção a promoção. Prepara-se para o momento missionário com um coração mobilizado! Afinal, se os pastores e ministros de louvor se preparam durante a semana para o tempo que terão no culto, com o promotor não deve ser diferente. Um promotor que sonha durante a semana terá esperança e brilho nos olhos ao falar, e levará sua igreja a sonhar junto com ele com aquilo que só Deus pode fazer! Levará, por meio do Espírito Santo, a igreja a entender que esperança chegou até eles e pode chegar aos lugares mais distantes do Brasil, enquanto ela investe e ora. O promotor não para, a igreja não para, e o sonho continua!

Hoje estou no campo missionário do Rio Grande do Sul, um lugar cercado de desafios, com os maiores índices de depressão e ansiedade, com um número ainda baixo de igrejas batistas, um lugar considerado inalcançado. Mas é um lugar pelo qual podemos sonhar! Afinal, em um lugar de trevas, só a luz trará a transformação. Em um lugar sem esperança, devemos sonhar para que a esperança chegue e inunde os corações! Por isso, o sonho continua: que o estado seja alcançado por Jesus, que é a verdadeira e única esperança.

Por exemplo, imagine duas pessoas e dois quadros. Imagine que essas pessoas sejam desafiadas a colocarem seus sonhos nesses quadros. A primeira, sem sonhos, deixou o quadro em branco. A segunda, por sua vez, um promotor sonhador, passou a desenhar seus sonhos: igrejas plantadas na região sul, carretas no sertão, barcos na Amazônia e Cristolândias em todo o Brasil. Sente a diferença? O sonho muda o cenário! O sonho muda o promotor, o sonho muda a realidade dos campos!

Como missionária em campo, meu coração é impulsionado ao ver vidas sendo salvas, ao chegar em mais uma casa, fazer mais um estudo, realizar mais um encontro de Pequeno Grupo Multiplicador; meu coração pulsa, também, ao saber que os promotores estão trabalhando, fazendo seu melhor, sendo parceiros, verdadeiros missionários exercendo seu chamado! O promotor é esperançoso e leva esperança! O sonho continua enquanto avançamos em solo gaúcho, mas também continua em sua igreja local e em seu coração.

Que nesta campanha cada um possa enxergar os desafios “como aqueles que sonham”, pois Deus tem nos levado a sonhar! E enquanto houver esperança, o sonho continua!

Ana Luiza Prates
Radical Brasil no Sul

Related Posts