O que agrada mais a Deus? Motivação errada e bons resultados ou motivação correta e maus resultados?

Hoje vamos falar sobre motivação! O que está no mais profundo do nosso coração quando fazemos uma campanha missionária?

I Crônicas 28.9 diz:”…O SENHOR, examina profundamente todos os corações, e conhece as mais íntimas intenções da mente.”

Qual tem sido nossa motivação para promover missões? Qual a razão mais sincera que nos leva a trabalhar para o Reino de Deus? Os resultados têm sido nossa motivação? Os maus resultados têm nos feito desanimar? O que faz um promotor ser vitorioso e bem sucedido em seu ministério?

Muitas vezes nos preocupamos muito com os resultados. Eles são importantes e certamente também agradam o coração de Deus, mas eles não podem ser a nossa maior motivação!

Nem sempre os bons resultados são seguidos de motivações erradas, pelo contrário, normalmente, quando a motivação está correta, os resultados acontecem naturalmente, especialmente se tratando de Missões. Fazemos parte do maior projeto de toda a humanidade que é a salvação do homem e nosso trabalho é muito mais espiritual do que técnico! Por isso, a motivação correta, provavelmente resultará em bons resultados.

Mas, qual deve ser a motivação de um promotor de missões?

Ultimamente tenho pensado muito sobre a urgência da obra missionária. Quando observo nosso caderno de gratidão meu coração se entristece. Quantas igrejas e irmãos não participam da obra missionária! Hoje, quase 70% das igrejas batistas não contribuem! Os crentes ainda investem mais em refrigerante do que em Missões!

Este ano tive o prazer de passar alguns dias com caravanas na Amazônia e Sertão. Andando por esses lugares, observando a imensidão do desafio, meu coração ficou apertado. Comecei a imaginar se 100% das nossas igrejas batistas contribuíssem mensalmente, fizessem campanhas com todo empenho, e todos irmãos tivessem parcerias mensais! Quantas vidas seriam resgatadas e transformadas pelo poder transformador de Jesus! Comecei a sonhar e quero lhe convidar a sonhar comigo!

Na Amazônia teríamos mais barcos, lanchas rápidas, radicais equipados com seus botes, espalhados por comunidades em vários rios. Teríamos estrutura nos barcos, com aparelhos de Ultrassonografia, talvez até aparelhos para fazer Mamografias e equipamentos odontológicos mais modernos. Estaríamos em vários lugares ao mesmo tempo, pois teríamos vários barcos!!

No Sertão teríamos um lindo ônibus escrito bem grande “JESUS TRANSFORMA” com consultórios médicos, Ultrassonografia, Mamografia, dentistas com consultórios bem equipados e etc. Imaginei o ônibus chegando naquelas comunidades distantes e as crianças correndo e gritando: “Corram, venham ver!!! O ônibus Jesus Transforma chegou aqui!” Ali teríamos atendimentos médicos, odontológicos, entregas de cestas básicas, centenas de crianças aprendendo sobre Jesus com brincadeiras, teatros e vidas se rendendo a Cristo. Imaginei esse ônibus andando pelo sertão onde temos 81 missionários plantando igrejas. Mas, claro que se 100% das igrejas contribuíssem teríamos 300, 400, 500 missionários plantando igrejas no sertão. Certamente teríamos 3 ou 4 ônibus missionários levando Jesus através de ações de compaixão e graça!

Teríamos também vários ônibus andando pelos estados do Sul do Brasil, com peças de teatro, mostrando que Jesus é a esperança para aqueles que pensam em tirar a própria vida! Talvez músicos com uma orquestra de câmara, chamando as pessoas para ouvir sobre a esperança em Jesus. Quantos suicídios estariam sendo evitados e vidas sendo salvas!

Minha imaginação foi até as Cracolândias! Teríamos umas 150 Cristolândias espalhadas por todo Brasil! Muitas Cristolândias para crianças e adolescentes com aulas de música e lindas orquestras andando por todos cantos mostrando que Jesus transformou a história daqueles meninos e meninas que estavam condenados a morrer nas drogas e marginalidade. Teríamos muitas igrejas envolvidas com o Programa Viver trabalhando a prevenção contra as drogas em todo Brasil.

E se sonharmos com os presídios, tribos indígenas, etnias, surdos, e etc. ficaríamos aqui por horas!

Mas, como teríamos gente para trabalhar em vários barcos, ônibus, radicais, missionários, médicos, dentistas, enfermeiros, psicólogos…?

Ah, se 100% das igrejas se envolvessem teríamos muitos médicos, dentistas, enfermeiros, psicólogos e etc.!! Teríamos milhares de radicais! Mas, como treinaríamos tantos radicais?

Teríamos lindos CFMs (Centros de Formação Missionária) por todo Brasil! A Cidade Radical no sertão seria linda, bem equipada, com estrutura para receber centenas de radicais por turma! Teríamos outros CFMs na Amazônia! Quem sabe em vários rios! Teríamos CFMs por todas as partes do Brasil com treinamentos para todos radicais!

Teríamos viagens missionárias acontecendo o ano todo com voluntários espalhados por todo Brasil e mundo, afinal todos os batistas estariam fazendo discípulos em sua cidade e sustentando a obra missionária, pois quem compreende a importância da obra missionária, compreende a sua própria missão!

Mas…a realidade não é essa! Deus tem multiplicado as ofertas e vidas estão sendo alcançadas, é verdade! Quando olhamos tudo o que Deus tem feito, vemos que realmente Ele tem multiplicado milagrosamente os recursos, pois a obra é Dele!

Mas, quando penso que poderíamos fazer muito mais, eu choro! Vidas estão partindo sem Cristo e sem salvação! Quantos ribeirinhos, sertanejos, índios, presidiários, brasileiros e imigrantes partiram sem Cristo hoje?! Há urgência!

Esta deve ser a nossa motivação: Vidas salvas, libertas e transformadas pelo poder de Jesus! Esta motivação nos levará a orar mais, chorar pelos perdidos e dedicar mais do nosso tempo cuidando de pessoas ao nosso redor, que precisam de Jesus.

O promotor de missões que tem a motivação correta, é um discípulo de Jesus e compreende que precisa multiplicar onde está. Se trabalhamos para levantar recursos para que vidas sejam salvas onde não podemos ir, mas não nos compadecemos daqueles que estão ao nosso lado, há algo errado em nossa motivação! Quanto mais andamos com Deus, mais amamos o que Ele mais ama: gente!

A obra missionária é urgente! Não podemos perder tempo com detalhes, questiúnculas, preocupações com resultados pessoais, necessidade de reconhecimentos e preocupações com críticas ou elogios! Jamais nossa motivação deve ser apenas fazer uma super campanha para ser melhor do que outras igrejas, ou mostrar nas redes sociais nosso belíssimo trabalho! Nós precisamos nos derramar diante do Senhor clamando por vidas e por estas milhares de igrejas e irmãos que não contribuem! Nosso alvo é ver vidas salvas e transformadas, esta é a nossa motivação!

Quanto temos chorado diante de Deus pelas pessoas que estão partindo sem Cristo?! Nós podemos fazer mais para que vidas sejam salvas e esta deve ser nossa motivação!

“Oh Deus, estamos diante do Senhor! Perdoa-nos, pois sabemos que como batistas, podemos fazer mais. Coloca em nosso coração a urgência da obra missionária. Nós clamamos ao Senhor por estas igrejas e irmãos! Desperta, pela ação do Teu Espírito, nossas igrejas! Reacende em seus corações a chama missionária. Oh Deus, tem misericórdia! Sabemos que só o Senhor pode fazer isso! Tira de nós qualquer preocupação individual e nos ensine a focar em Cristo e em sua missão de buscar e salvar o homem perdido. Que sejamos cada dia mais dependentes da Tua graça e misericórdia. Queremos viver para o Senhor de forma que não importe quem fez mais ou menos, mas que o Evangelho seja pregado e Seu nome seja glorificado, pois não vivemos mais para nós mesmos, mas é o Senhor quem vive em nós! Em nome de Jesus, amém!”

Respondendo a pergunta lá de cima, certamente é a motivação correta que agrada mais a Deus. Um promotor de missões que tem como motivação o amor, é um promotor bem sucedido e vitorioso! Por isso, não se desanime com maus resultados, pois Deus está feliz com você e os resultados virão! Faça do “Quarto Secreto” diário sua prioridade e fique bem perto do dono da Obra! Vamos sonhar, orar e trabalhar para que nossos sonhos se tornem realidade e possamos ganhar o Brasil e o mundo para Cristo, nesta geração! “Usa-nos, Senhor!”

Deus abençoe seu ministério,

Silvana S. P. Martines

Compartilhe nas redes sociais:
Motivação ou Resultado?

2 ideias sobre “Motivação ou Resultado?

  • 10/10/2019 em 14:25
    Permalink

    Paz do Senhor!!Que artigo maravilhoso!!Com certeza levarei os ensinamentos no meu dia a dia como promotora de missões. Que Deus nos guie cada vez mais à vivermos em favor do outro, focados em Cristo!

    Resposta
    • 10/10/2019 em 14:43
      Permalink

      Amém irmã Carla! Deus abençoe seu ministério como promotora! Abraços, Silvana

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *