Não há missões sem missionários.
Não há missionários sem ofertas.
Não há ofertas sem gente comprometida.

Através das ofertas das igrejas e pessoas comprometidas com o chamado do “ide e fazei discípulos de todas as nações” é que os projetos missionários são realizados. Jesus também era sustentado: “Depois disso Jesus ia passando pelas cidades e povoados proclamando as boas novas do Reino de Deus. Os Doze estavam com ele. Joana, mulher de Cuza, administrador da casa de Herodes; Susana e muitas outras. Essas mulheres ajudavam a sustentá-los com os seus bens.” Lucas 8:1,3.

Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como invocarão aquele em quem não creram?  E como crerão naquele em quem não ouviram? E como ouvirão se não há quem pregue? E como pregarão se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz: dos que trazem alegres novas de boas coisas. Romanos 10:13 a 15

Jesus criou uma igreja funcional e não apenas contemplativa, criada para espalhar a sua Palavra a todos os povos, em todas as gerações, até a sua volta. Para isso precisamos de um grande exército de discípulos comprometidos para atingirmos as pessoas com a mensagem do evangelho.

Alguns pontos primordiais são:

  • Orando pelos missionários – II Coríntios 1:11; Romanos 15:30; Colossenses 4:2 a 4
  • Apoiando quem está se preparando para missões – Atos 18:11; Atos 19:9 e 10
  • Dando apoio moral e espiritual ao missionário – Eclesiastes 1: 3 a 5; 1tos 15:24 e 25
  • Sendo um missionário em tempo integral – I Coríntios 9:16
  • Enviando o missionário escolhido por Deus – Atos 13: 1 a 3
  • Possibilitando o envio do missionário ao Campo – Romanos 15:24
  • Investindo financeiramente na obra missionária – Lucas 8: 1 a 3; Filipenses 4: 10 a 19

Contribuir para Missões é responsabilidade de todo o crente e não deve ser visto como um ato de grandeza, de nobreza ou como se estivesse dando uma esmola, muito pelo contrário, ao dar somos chamados a participar da maravilhosa obra começada pelo nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Por que contribuir para Missões?

Veja alguns exemplos dos nossos desafios:

  • No Brasil há mais de 222 municípios com menos de 2% de evangélicos.
  • Temos muitas pequenas Igrejas e Congregações sem pastores e seminários sem recursos.
  • Há mais de 90 povos indígenas no Brasil totalmente não alcançados.
  • Há mais de 4000 línguas sem tradução da Bíblia.

Ao mesmo tempo em que pregamos aqui na nossa Jerusalém temos que pregar em toda a Judéia, Samaria e até os confins da terra.  Existem três formas de fazer isso: indo, orando e contribuindo. Missões se faz com os pés dos que vão, os joelhos dos que ficam e as mãos que contribuem. Deus chama a todos para a sua obra.  Alguns, Ele chama para ir indo e a outros Ele chama para ir ficando. Somos abençoados para abençoar. Este é o princípio que Deus nos ensina. Alguém afirmou que cerca de dois terços do dinheiro do mundo estão as mãos das pessoas que se dizem cristãs. Por que será que Deus abençoou tanto o seu povo? A Palavra de Deus responde “Que Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe, e faça resplandecer o Seu rosto sobre nós, para que sejam conhecidos na terra os teus caminhos, a tua salvação entre todas as nações” (Salmo 67.1,2). Se pararmos para pensar, o dom da graça de Deus é a razão mais que suficiente para contribuirmos para missões. Dar para a obra missionária é a nossa resposta ao presente que Deus graciosamente nos deu.

O investimento na obra missionária não está enraizado na emoção, no entusiasmo ou no nosso sentimentalismo. É um princípio bíblico, é resposta ao chamado de Deus para a igreja. É uma decisão de se comprometer e de se tornar coparticipante na obra que Cristo começou. É um ato de obediência, gratidão e generosidade.

Reflita comigo:

Quanto gastamos com supérfluos no nosso dia a dia? Quantas coisas compramos e não usamos? Quantas vezes nos arrependemos de ter gastado nosso dinheiro em coisas desnecessárias?

Devemos nos perguntar: Quanto temos gastado com roupas, sapatos, acessórios, maquiagem, tratamento de beleza, brinquedos, guloseimas, animais de estimação, shoppings? Tudo isso é possível, mas precisamos ter cuidado com os excessos.

A Igreja pode contribuir para o avanço da obra missionária de várias formas, porém eu quero destacar aqui a participação através do PAM BRASIL (Parceiros na Ação Missionária). Você participa de um projeto ofertando mensalmente para o sustento dele. Me sinto uma privilegiada em poder participar da obra missionária através do PAM. Por exemplo, um dos missionários que eu adoto se chama Manoel Moreira que trabalha no Vale do Açú-RN. Ele está liderando um grupo de missionários em Formação e plantando 40 novas igrejas lá no Vale. Eu me sinto participante dessas plantações, me sinto  presente, junto com o missionário que adoto, trabalhando com ele, porque oro por ele diariamente e uma vez por mês eu participo do seu sustento financeiro.

O compromisso de sustentar missionários é de toda a igreja e eu e você somos a igreja. Precisamos ver muito mais irmãos adotando um missionário como sendo o seu missionário.

Para isso precisamos:

  1. Colocar a Igreja diariamente em oração;
  2. Distribuir nomes de missionários para que pessoas individualmente orem;
  3. Mostrar resultados dos trabalhos missionários através de vídeos, experiências e informações sobre o que está acontecendo em toda parte do Brasil;
  4. Levar um missionário ou alguém da junta de Missões Nacionais para falar, agradecer e encorajar na continuidade da obra;
  5. Você como promotor, faça um levantamento de quantos irmãos de sua igreja tem um missionário adotado de Missões Mundiais e outro de Nacionais;
  6. Comece com você, adotando um missionário, sendo exemplo para sua igreja, levando também sua equipe e motivando toda a diretoria da igreja a também adotar um missionário;
  7. Faça uma meta por mês até que chegue a todos os irmãos ou famílias da igreja adotando um missionário.

Senão eu, quem?

Se não agora, quando?

Deus tem pressa! Precisamos agir rapidamente!

Maria Helena Leão Santos – Missionária de Alianças Estratégicas/RJ.

Compartilhe nas redes sociais:
Como estimular meus irmãos a adotar missionários?
Classificado como:    

4 ideias sobre “Como estimular meus irmãos a adotar missionários?

  • 05/03/2021 em 22:27
    Permalink

    Obrigada, querida missionária Maria Helena por nos incentivar a cumprir nosso chamado para *ficar* e levar nossas igrejas a voltarem os olhos para o sustento dos que *vão*

    Resposta
  • 05/03/2021 em 22:30
    Permalink

    Obrigada Querida missionária Maria Helena por este texto que nos incentiva a cumprir nosso chamado

    Resposta
  • 01/09/2021 em 17:22
    Permalink

    Onde encontro a lista de missionários que necessitam serem adotados?

    Resposta
    • 01/09/2021 em 18:37
      Permalink

      Por favor entre em contato no WhatsApp da JMN – Eles poderão lhe ajudar – 21 99287-7515

      Resposta

Deixe uma resposta para MARILANE RAMOS LUZ Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *