Quando pensamos em mobilização missionária, não temos como deixar de falar em oração. Nós somos servos limitados, incapazes e totalmente dependentes do Senhor.  Somos limitados também quanto ao tempo, pois temos um chamado, entendemos a seriedade do nosso ministério, mas somos voluntários e o trabalho e afazeres muitas vezes nos impedem de nos dedicarmos como gostaríamos. Somos totalmente conscientes das nossas limitações e sabemos que, sozinhos não conseguiremos mover o coração das pessoas, encontrar vocacionados e cumprir com excelência nossa missão. Nosso grande exemplo de dependência, sem dúvida, é Jesus. Ele orava constantemente. Sua agenda era lotada de compromissos, mas em muitos momentos Jesus parou tudo para se dedicar a oração. Quando Jesus foi escolher os doze discípulos ele passou a noite toda em oração. Que lição de dependência! Nós precisamos aprender a depender de Deus e a única forma é através da oração. Gregory Frizzell diz em seu livro Como obter uma vida poderosa de oração: “A oração é o centro de um relacionamento de sucesso com Deus. A oração é crucial em todas as áreas da vida de um cristão. Se sua vida de oração é inconsistente e fraca, assim será o seu relacionamento com Deus”. Nosso momento de oração diário precisa ser algo prazeroso e desejado, e não uma obrigação ou um fardo, mas um compromisso absoluto e inegociável. Somos todos os dias bombardeados por nossas vontades, orgulho, pensamentos humanos, incredulidade, medos e etc. Um dia sem falar com Deus já somos dominados lentamente sem perceber! É incrível como se levanta um exército de coisas que querem nos impedir de ir até aquele “lugar secreto” onde nos derramamos diante de Deus! Gosto muito de observar meu esposo, Misael! Ele costuma orar no quartinho de despensa. Ficamos dois meses pintando nossa casa e o quartinho ficou cheio de latas de tinta! Ele tentava orar em outro lugar e foi se adaptando, mas eu percebia uma agonia enquanto o “lugar secreto” dele não estava livre! Ano passado Misael fez uma cirurgia refrativa e, antes da cirurgia, quando eu não achava o Misael, olhava na mesa e encontrava seus óculos. Pensava “Está orando”. Depois da cirurgia não havia mais óculos para deixar sobre mesa, então eu brincava “Agora não sei mais se você está orando”! Certo dia eu o vi pegar a toalha e ir para o quartinho, como sempre faz, e fui até lá. Quando cheguei, ele já estava com os olhos cheios de lágrimas antes de entrar e me disse “Eu só entro aqui descalço”! Eu o abracei, e ele entrou! A luta para o Misael estar todos os dias naquele quartinho é imensa, pois tem uma vida muito corrida como médico. Logo que ele entrou no quartinho, tocou o interfone. Fui atender e era uma família querendo falar com ele. Pedi pra esperar um pouco. Passaram 10 minutos, tocou novamente o interfone, era outro rapaz querendo falar com ele. Fui ficando muito angustiada! “O que eu faço? Deixo aquele povo lá fora esperando? Chamo o Misael?” Fui algumas vezes na porta do quartinho, fiquei ali parada, mas não tive coragem de abrir! Fui lá fora e disse para as pessoas “O Misael está orando! Não posso interromper sua conversa com Deus. Vocês podem esperar? Querem entrar?” Eles ficaram admirados e disseram “Não se preocupe, esperamos aqui tranquilos!” Esperaram um bom tempo! Quando o Misael saiu do quartinho, corri lá e brinquei dizendo “quase tive que dar senha para as pessoas que estão lá fora te esperando” Ele foi e atendeu a todos!

Estou contanto isto pra dizer da necessidade do “lugar secreto” e da luta diária que é para não falhar nenhum dia! Ter um lugar secreto é o que nos dará intimidade com Deus! Você tem um “lugar secreto?” Será neste lugar, em um compromisso diário absoluto e inegociável, que seremos vitoriosos no nosso ministério como missionários mobilizadores voluntários! É muita ousadia acharmos que podemos fazer a obra de Deus, sem Deus! Precisamos tomar muito cuidado para não dedicarmos mais tempo para as coisas de Deus, do que para Deus! Jamais conseguiremos cumprir nossa missão por nossos próprios esforços e capacidade. Precisamos ser liderados pelo Espírito Santo e só a dependência através da oração diária nos fará cumprir nossa missão!

Ah, agora já sei como saber se Misael está lá no quartinho!! É só ver se os chinelos estão na porta!

Quem falhou na oração, fracassou em tudo!

Silvana S. P. Martines

Compartilhe nas redes sociais:
Oração, dependência de Deus!
Classificado como:            

Uma ideia sobre “Oração, dependência de Deus!

  • 03/07/2020 em 09:20
    Permalink

    palavras maravilhosas, sempre me emociono em ler essa história, o Misael e um exemplo de homem de oração pra nós. Deus abençoe muito vcs. Não podemos falhar na oração…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *